10 set

3 dicas para evitar a má circulação do sangue

O sistema circulatório funciona graças a artérias e veias que conduzem o sangue por todo o corpo. Se esse processo não funcionar corretamente, os pés incham, há dor nas pernas e o aparecimento de varizes.

Mas você sabia que hábitos diários podem causar má circulação? Para ajudar o fluxo correto do sangue, há algumas dicas essenciais para o dia a dia:

 

1. Mexa-se

O sangue não consegue circular corretamente quando está com muitas impurezas e, quanto mais movimento, mais limpa fica a corrente sanguínea.

Alongamentos são ótimos para a ativação circulatória, principalmente aqueles que estendem as pernas, bem como a caminhada, que contribui para bombear o sangue, ajudando a ativar a circulação. No trabalho, a prática de ginástica laboral é muito indicada. No tempo livre, andar de bicicleta e exercícios aquáticos também são opções para a melhora da circulação sanguínea.

 

2. Alimentação saudável

Frutas, legumes e verduras são alimentos que possuem nutrientes que ajudam a fortalecer as paredes dos vasos sanguíneos, além de ativarem a circulação; enquanto o cigarro e bebidas alcoólicas contraem todos os vasos sanguíneos do corpo.

 

3. Conforto no dia a dia

Ficar sentado durante períodos muitos longos pode ser desconfortável para suas costas e pernas. Aproveite pequenos intervalos para ativar a circulação – levante-se, estique as pernas e faça movimentos circulares com os pés.

Outra dica é evitar meias ou sapatos apertados e preferir roupas e acessórios que não comprimam alguma região do corpo.

Author:
Tags: , ,

POSTS RELACIONADOS

19 jan

5 recomendações para quem trabalha em pé

O desconforto do trabalhador é um risco para a sua saúde e também para a produtividade da empresa.

Leia mais
30 dez

Atenção à saúde de quem trabalha sentado

Evite dores, fadiga e problemas no corpo e no organismo ao investir na ergonomia e na atividade física

Leia mais
13 out

Estudo: pés inchados são um problema para 75% dos brasileiros

Confira o que diz uma pesquisa recente com quase 3 mil pessoas sobre o problema e confira boas práticas para evitá-lo.

Leia mais