12 maio

Aprenda a se prevenir da Síndrome do Esgotamento Profissional

A Síndrome do Esgotamento Profissional apareceu nas revistas científicas americanas pela primeira vez em 1974, e, hoje, é considerada como um reflexo do mercado de trabalho do século XXI. A tecnologia, que proporcionou o aumento do volume de produção e revolucionou a maneira com que vivemos em sociedade, trouxe também um aumento da competitividade e estresse no ambiente de trabalho.

A tensão emocional e o estresse crônico são causados por condições de trabalho desgastantes em âmbitos físicos, emocionais e psicológicos. Os sintomas são variados, passando desde o esgotamento físico e emocional – que causa, entre outras coisas, a ausência no trabalho – à dificuldade de concentração. Traços como dores musculares extremas, insônia e enxaquecas também devem ser observados atentamente.

Entre as técnicas que podem ser usadas para a prevenção deste distúrbio, encontra-se a ergonomia – conceito crucial em um ambiente de trabalho contemporâneo. Confira algumas dicas:

1 Invista em si mesmo

A rotina diária do trabalhador é, por si só, exaustiva. Além de cumprir as funções corporativas, é preciso manter a casa em dia e encontrar tempo para as mais diversas ocasiões sociais. Desta forma, sua jornada é, constantemente, duplicada – ou, até mesmo, triplicada.

Contudo, este calendário apertado não pode se tornar uma desculpa para que você descuide da sua saúde. Exercícios físicos, mesmo que em baixa intensidade, são fundamentais para o nosso bem-estar físico e psicológico. Considere este período do seu dia como um investimento na sua autoestima e, também, como um tempo para organizar mentalmente as suas ideias.

Lembramos ainda que a Síndrome de Burnout é mais recorrente em profissões com constante envolvimento interpessoal. Portanto, é essencial que se encontre um tempo para fortalecer o relacionamento com si próprio, paralelamente às suas relações regulares.

2 Promova mudanças no seu estilo de vida

Além da ajuda profissional, através de terapeutas e demais especialistas em saúde mental, a autoavaliação da sua perspectiva sobre o que circunda a sua vida pode ser decisiva na prevenção da Síndrome. A partir dela, é possível traçar objetivos e modificar a sua rotina – dentro e fora do ambiente de trabalho.

Momentos de pausa, relaxamento e lazer durante o expediente são importantes para o seu bem-estar e, também, para a sua produtividade. Afinal, estes dois conceitos estão intimamente conectados nos dias de hoje. Além disso, seu ambiente de trabalho deve oferecer adaptações ergonômicas adequadas à sua função.

Passa muito tempo sentado? Você precisa de cadeiras ajustáveis à sua anatomia, além de um bom posicionamento entre o seu corpo e a mesa de trabalho. São mudanças simples, que influem diretamente no bem-estar físico e psicológico de quem trabalha, por exemplo, em um escritório.

3 Proponha novas dinâmicas de trabalho

A reavaliação do espaço de trabalho deve ser apenas o pontapé inicial da sua nova relação profissional. Experimente formas novas de cumprir o seu papel, sem prejuízos à produtividade e andamento do negócio, e que funcionem bem para ambas as partes. Proponha novidades, não receie a mudança e, quando possível, a promova. Sua saúde depende disso.

Author:
Tags: , ,

POSTS RELACIONADOS

23 jun

Síndrome do túnel do carpo: a prevenção começa no trabalho

Traumas relacionados às mãos podem ser preocupantes sob o ponto de vista da incapacidade funcional. Um desses traumas é a Síndrome do Túnel do Carpo.

Leia mais
7 jul

4 alongamentos práticos para aliviar o desconforto no dia-a-dia

Trabalhar sentado por longos períodos de tempo em posição incorreta pode ser a causa de diversos problemas para o corpo.

Leia mais
11 ago

Posicione corretamente o computador no trabalho em 3 passos

Por incrível que pareça, o maior índice de afastamentos do trabalho está nas empresas onde os colaboradores trabalham sentados em frente ao computador.

Leia mais