30 dez

Atenção à saúde de quem trabalha sentado

A maior parte das pessoas trabalha em lugares fechados: escritórios, consultórios, supermercados, entre outros locais, e permanece ao longo dessa jornada diária, sentada. Existem aquelas que ficam durante um dia de trabalho inteiro, de oito horas ou mais, sem levantar em nenhum momento. O vilão é o sedentarismo, que pode levar ao desenvolvimento de diversas doenças relacionadas ao sobrepeso e à obesidade como a diabetes, a hipertensão e problemas cardiovasculares.

Então, para fugir do sedentarismo, a recomendação para os adultos é fazer pelo menos 30 minutos de atividade física nos cinco dias da semana e, assim, levar benefícios para o corpo. Além disso, é importante que o ambiente de trabalho seja composto por móveis ergonômicos, pensados justamente para minimizar (ou até mesmo eliminar) esses danos.

Neste caso, a principal aposta seria em cadeiras ajustáveis ao biotipo do usuário, com um encosto capaz de apoiar toda superfície das costas para que haja uma melhor distribuição do peso corporal e não sobrecarregar apenas alguns pontos. Com isso, é possível evitar problemas graves de saúde que batem à porta daquele profissional que não tem as melhores condições no trabalho e não realiza exercícios físicos.

Conheça os principais riscos (e fuja deles!) para aqueles que trabalham sentados:

Problemas cardiovasculares: 

O corpo precisa movimentar-se para que o organismo funcione bem. O mesmo acontece com o bombeamento do coração. A inatividade aumenta o nível de resistência à insulina e de gordura no sangue (isso porque, após duas horas sentado, o colesterol bom, que evita a formação de placas de gordura nas artérias, diminui 20%), aumentando o risco de infarto, derrame ou morte súbita.

Risco de obesidade:

Por estar a maior parte do tempo sentado, ou seja, parado – sem realizar caminhadas longas – durante a jornada de trabalho o seu organismo gasta muito menos calorias e isso facilita o aumento de peso e, consequentemente, o número de casos de obesidade e sobrepeso entre as pessoas que trabalham sentadas.

Problemas de coluna:

Passar muito tempo sentado pode ser prejudicial à coluna vertebral, principalmente pela pressão que se faz nos discos intravertebrais, causando inflamações nos nervos, dor nas costas e desvio postural, podendo levar a problemas mais sérios como hérnia de disco.

Dores e fadigas musculares:

A musculatura das pernas, das costas, do pescoço e dos glúteos sofre com as longas jornadas de trabalho. Mas o desconforto também pode surgir por ficar muito tempo parado em uma mesma posição e levar à fadiga muscular, aumentando a sensação de dor nesses tecidos corporais.

Não esqueça: a ergonomia no ambiente de trabalho ajuda a minorar grande parte desses problemas, portanto não hesite em apostar em alternativas mais saudáveis como cadeiras confortáveis e pensadas para o melhor ajuste e apoio para pés e braços.

Author:
Tags: , , , ,

POSTS RELACIONADOS

23 jan

8 dicas para comprar uma cadeira de trabalho

Confira no que prestar atenção ao escolher as cadeiras para serem aliadas do conforto em um bom ambiente de trabalho.

Leia mais
9 jun

Atingindo a postura correta com ergonomia

Devemos aliar conforto físico à preservação da nossa saúde, então investir na ergonomia no trabalho para atingir a postura correta é fundamental.

Leia mais
25 ago

Conheça 5 motivos para praticar atividades físicas

A rotina de trabalho pode ser desgastante para a nossa saúde física e mental. Por isso, é essencial encontrarmos um meio de praticar atividades físicas.

Leia mais