9 jun

Atingindo a postura correta com ergonomia

A tecnologia, hoje, é ferramenta de trabalho fundamental de boa parte da população. A postura correta para usarmos os computadores passa a ser, portanto, essencial, sob pena de prejudicarmos a nossa saúde e eficiência no dia-a-dia. Dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), de 2016, apontam que 80% da população adulta já sofre com dores nas costas.

Engana-se quem pensa que a postura correta é rígida e desconfortável. Ergonomicamente falando, devemos aliar conforto físico à preservação da nossa saúde – principalmente quando passamos muitas horas na mesma posição, como é o caso de quem trabalha à frente de um computador.

Consequências da má postura no seu dia-a-dia

O corpo humano assume uma variedade enorme de posturas durante o dia, e o cuidado com cada uma delas deve ser constante a fim de evitar lesões, doenças ou contraturas. A Tenossinovite, por exemplo, causa inflamações nos tendões e, em estágios avançados, provoca espasmos de dor. Nestes casos, até mesmo o ato de segurar uma caneta se torna um desafio. Além disso, a má postura também pode ser a principal causa de dores lombares, nas costas, ombros e pescoço – entre outras.

Como manter a postura correta por meio da ergonomia?

A postura mais correta durante o uso do computador é aquela em que as costas permanecem apoiadas na cadeira, ao mesmo tempo em que os pés tocam o chão. Pernas e braços devem ficar alinhados e o pescoço precisa ficar erguido de forma natural, como se o usuário estivesse olhando para a frente.

O primeiro passo para a manutenção de uma postura correta é a adequação do mobiliário do seu escritório aos padrões previstos pelo NR-17. As cadeiras, por exemplo, precisam ser ergonômicas – com possibilidades de ajustes de altura, braços e funções giratórias. Isto permite a adequação do assento ao corpo do funcionário, favorecendo a melhor posição.

O apoio para os pés também auxilia neste processo, já que a postura mais correta, enquanto estamos sentados, é aquela em que os nossos pés tocam o chão – ou, neste caso, uma base sólida sobre ele. Enquanto isso, os suportes para os notebooks ajudam a manter a tela do dispositivo na mesma altura dos olhos – evitando problemas no pescoço e coluna vertebral.

Lembramos, ainda, que a ergonomia é fator determinante para o aumento da produtividade, eficiência, saúde e segurança nos ambientes de trabalho. Além de investir em mobiliários adequados e personalizáveis para cada profissional presente na sua empresa, intervalos regulares durante a jornada de trabalho devem ser cada vez mais valorizados.

A ergonomia é uma questão de conforto, bem estar e, principalmente, saúde. Portanto, utilize os seus recursos da melhor maneira – a fim de obter a excelência em termos de produtividade e ambiente de trabalho na sua organização.

Author:
Tags: ,

POSTS RELACIONADOS

16 fev

Investir em ergonomia evita gastos para as empresas

Acidentes de trabalho e doenças ocupacionais atrapalham o dia a dia de uma organização, além de gerarem mais custos.

Leia mais
8 dez

Mudanças na cultura das empresas e os novos ambientes de trabalho

Diferentes modelos de negócio provocam alterações desde a mentalidade de operação até a ergonomia.

Leia mais
21 jul

Pequenas pausas durante o expediente aumentam o foco

É comum que um funcionário com uma jornada de 8 a 10 horas diárias não consiga manter o mesmo foco durante todo o tempo.

Leia mais