28 abr

Home office avança no Brasil, ampliando a necessidade de recursos ergonômicos nas residências

A massificação e pluralidade dos meios de comunicação modificaram as formas de produção e, logo, o mercado de trabalho. Se até alguns anos ficar em casa era sinônimo de “falta”, hoje o home office é uma realidade presente em 37% das companhias do Brasil – de acordo com dados da SAP Consultoria RH, apurados em 2016.

Cerca de 7% dos funcionários das empresas que aderiram ao home office estão inseridos nesta realidade, que é muito diferente do que a maioria das pessoas imagina. Trabalhar deitado no sofá, com o computador no colo e a televisão ligada, por exemplo, pode trazer danos severos à saúde – além de comprometer severamente a concentração nas tarefas propostas.

Por isso, é fundamental que se considere as condições do local escolhido para trabalhar em casa com a mesma dedicação e preocupação do que o planejamento de um escritório tradicional. A ergonomia é palavra-chave, também, para quem pretende escapar da rotina de deslocamento e trânsito intenso nas grandes cidades ao trabalhar em seu próprio lar. Confira algumas dicas para planejar o seu home office:

Rotina

Em primeiro lugar, é essencial que se mantenham alguns hábitos, por mais que o home office permita um despojamento maior por parte do funcionário. Você deve se vestir como se fosse trabalhar, ainda que pensando no conforto, mas abolindo a ideia de passar o dia inteiro de pijamas.

Além disso, os horários continuam sendo fundamentais. É preciso estabelecer horários de foco total nas suas atividades, períodos de descanso regulares e, principalmente, estipular o horário você irá parar de trabalhar. Desta forma, é possível controlar o seu rendimento e aproveitar melhor o tempo disponível para o trabalho em si.

Tecnologia

Cogitar o uso do mesmo computador que você comprou a anos e, hoje, só suporta as redes sociais mais simples é um erro fatal para quem está planejando um home office. Você deve investir em tecnologia, por meio de dispositivos que atendam às suas necessidades e evitem desperdícios de tempo.

Um bom notebook, por exemplo, facilita o seu trabalho e ainda proporciona a possibilidade de uma quebra de rotina – como, por exemplo, sair para trabalhar em uma biblioteca, ou um parque. Neste caso, pode vir a calhar o uso de acessórios para adaptar a sua tecnologia a você. Altura da tela e distância entre os braços e o teclado são conceitos ergonômicos fundamentais.

Ambiente

O local ideal para a instalação do seu home office é isolado das demais partes da casa, de preferência com uma porta, e que seja usado somente para o trabalho. Caso isso não seja possível, procure um espaço calmo e silencioso, sem trânsito de pessoas e interferências sonoras externas.

As cores utilizadas no ambiente devem remeter ao trabalho e à criatividade, levando sempre em conta a iluminação do ambiente. Locais com luz ambiente são mais confortáveis – mas você deve tomar cuidado para que ela não interfira no seu trabalho. A posição ideal da mesa de trabalho é perpendicular a qualquer janela.

A iluminação artificial deve ser planejada para estar exatamente acima da mesa: quando ela se encontra muito à frente, ofusca a tela do computador; enquanto isso, muito atrás, perde função e potencial de ambientação. Além disso, é essencial que se calcule o número de pessoas que trabalharão no ambiente e o número de equipamentos utilizado, para o melhor planejamento de tomadas e demais fontes de energia.

Mobiliário

Nada de usar o velho assento da cozinha, ou aquela cadeira de praia que está parada na garagem a anos. Uma cadeira ergométrica faz toda a diferença para a sua saúde e conforto, onde quer que se esteja trabalhando. Antes de investir em uma cadeira qualquer, contabilize quanto tempo você passará sentado nela: cadeiras fixas funcionam apenas para períodos curtos, enquanto opções giratórias e reguláveis são mais adequadas para quem passa muito tempo à frente do computador.

Além disso, você deve contar com uma mesa de altura razoável, que conte com espaço para os seus afazeres e para o descanso dos braços. Além disso, é importante contar com armários e prateleiras diversos – para que seus documentos não fiquem perdidos pela sua casa, dificultando a organização processual.

Author:
Tags: , , ,

POSTS RELACIONADOS

6 out

10 dicas de ergonomia para quem trabalha com computador

São procedimento e hábitos simples, mas que podem fazer a diferença na prevenção de uma série de lesões.

Leia mais
16 abr

3 dicas definitivas para melhorar a ergonomia no local de trabalho

O estudo do ambiente e o investimento na saúde dos colaboradores são peças-chave para o sucesso do seu projeto.

Leia mais
15 set

3 medidas para construir o ambiente de trabalho ideal

O que caracteriza um ambiente profissional ideal para se trabalhar? Como criar um espaço onde os funcionários sintam-se bem para exercer suas funções?

Leia mais