21 out

Home Office também exige condições seguras de trabalho

O home office é uma das modalidades de trabalho que conquista cada vez mais um espaço no mercado atual. Isso ocorre especialmente pelo avanço das tecnologias, que possibilitam a interatividade em tempo real entre empregadores e profissionais de lugares totalmente diferentes. Porém, mesmo que você não precise organizar um ambiente de trabalho único para todos os seus funcionários, acredite: as suas responsabilidades continuarão as mesmas. Assim como as tarefas devem ser cumpridas com a mesma eficiência e dedicação por parte do profissional, a segurança no trabalho deve ser levada em consideração pelo dono da empresa.

Com profissionais prestando serviço da sua própria residência, por exemplo, o empregador continua sendo responsável pela sua segurança. Esse tipo de trabalho está sujeito às mesmas normas a que estão os colaboradores que prestam serviço no estabelecimento do seu negócio. O cuidado deve estar presente tanto no cumprimento das regras quanto na qualidade do ambiente de trabalho do profissional. Se ocorrer qualquer acidente durante o horário laboral, ele será considerado como acidente de trabalho.

Portanto, planeje o seu negócio e ofereça boas condições também para aqueles que trabalham em home office. Organize o ambiente de trabalho dentro da casa do profissional. Móveis ergonômicos, por exemplo, pensados para aquele ambiente, podem evitar acidentes e permitir que a pessoa tenha melhor desempenho ao final do dia. Não esqueça de equipar o local com utensílio básicos, como um bom apoiador de mouse para a hora da digitação, que ajuda o profissional a não ter com Lesão por Esforços Repetitivos (LER). Além de colocar uma mesa que seja proporcional a altura dele e uma cadeira de acordo com o seu biotipo, evitando a má postura e, consequentemente, dores na coluna.

Home Office: a situação do mercado atual

Segundo uma pesquisa da Home Office Brasil, edição 2016, realizada pela SAP Consultoria com apoio institucional da SOBRATT (Sociedade Brasileira de Teletrabalho e Teleatividades) e o patrocínio da GCONTT (Grupo de Consultoria em Teletrabalho), o interesse das empresas na prática aumentou em 2015.

O estudo ouviu 325 empresas de diferentes segmentos e portes, de diversas regiões do país (um aumento de 47% em relação ao número de participantes da primeira edição da pesquisa, em 2014). Os dados mostram (em comparação a 2014) índices como: 50% de aumento no número de empresas que estão implantando a prática, 15% de aumento no número de empresas que estão estudando a implantação da prática e de 28% de aumento na formalização da prática.

Esse ‘trabalho feito de casa’ é uma prática recente. De acordo com a pesquisa, 80% das empresas que já adotaram a prática fizeram isso somente nos últimos cinco anos. Portanto, prepare a sua empresa para acompanhar esse crescimento e atuar da melhor maneira possível dentro das regras estabelecidas. Ao mesmo tempo que você aposta em diversos profissionais, na busca por resultados positivos para o seu negócio, precisa estar atento às boas condições de trabalho oferecidas à eles, pois somente assim seu trabalho terá completo êxito.

Author:
Tags: , , , ,

POSTS RELACIONADOS

16 abr

3 dicas definitivas para melhorar a ergonomia no local de trabalho

O estudo do ambiente e o investimento na saúde dos colaboradores são peças-chave para o sucesso do seu projeto.

Leia mais
16 dez

Ergonomia e planejamento: os truques do seu espaço de trabalho

Cores, iluminação e a escolha dos móveis são essenciais para um ambiente funcional

Leia mais
31 mar

Coworking: a ergonomia que atende os diferentes perfis

Aposte na estrutura e na organização do espaço para manter a boa saúde dos profissionais

Leia mais