25 jul

Por que realizar a análise ergonômica dos postos de trabalho?

Muitas vezes, a falta de produtividade ou as falhas durante as atividades são atribuídas diretamente aos trabalhadores. Entretanto, estudos voltados à eficiência nos processos produtivos revelam que as condições dos postos de trabalho são determinantes para garantir a produtividade dos colaboradores ao longo da jornada. Deste modo, é importante que as empresas estejam atentas à segurança, a saúde e o conforto dos colaboradores no ambiente de trabalho.

É aí que entra a análise ergonômica do posto de trabalho, que identifica por meio de observações e entrevistas, os possíveis entraves que possam vir a acontecer durante a jornada de trabalho. Com as informações obtidas, o empregador poderá saber como organizar e o que precisa melhorar nos postos de trabalho, permitindo que os colaboradores possam exercer as suas funções individuais e coletivas e com isso alcançar os objetivos e as demandas almejadas pela empresa.

Um dos pontos altos da análise é referente à mobília e aos demais equipamentos que compõe o posto de trabalho, considerando a qualidade, a localização e as dimensões. Tais fatores são importantes para qualquer atividade estacionária. É importante o espaço contribua para garantir o conforto do pescoço, ombros, braços, tronco, coxas e pernas.

Assim, é importante verificar se os fatores permitem que o colaborador assuma uma postura adequada e que tenha a liberdade de se movimentar para não se sentir desconfortável. É necessário que ele possa ajustar a dimensão do seu espaço ou até a localização dos equipamentos caso sinta necessidade de fazê-lo.

Outros pontos importantes que devem ser observados são referentes à temperatura, a iluminação e os níveis de ruídos. Estudos sobre as condições térmicas recomendam que a temperatura do ar não seja inferior à 20ºC ou exceda os 28ºC. A temperatura deve ser estabelecida considerando a umidade, velocidade do ar, radiação solar e vestuário.

Em relação à iluminação, é necessário verificar se a quantidade de luz natural e de lâmpadas interfere positivamente ou negativamente nas condições de trabalho. Já em relação ao nível de ruídos, é necessário verificar quais as necessidades específicas do ambiente: se o trabalhador necessita de concentração para realizar as suas atividades, é indicado que não aja a interferência de ruídos que possam distraí-lo de alguma forma. Se for necessário a comunicação verbal para executar o trabalho, é preciso que os equipamentos utilizados não causem ruídos que atrapalhem o andamento das atividades. Se o trabalhar requer comunicação verbal, as pessoas necessitam conversar uma com as outras para executar o seu trabalho.como-evitar-problemas-relacionados-a-ma-postura-e-a-esforcos-repetitivos

Author:
Tags: , ,

POSTS RELACIONADOS

24 ago

3 áreas em que a ergonomia pode ser aplicada

Conheça os setores que precisam redobrar sua atenção para atender as exigências ergonômicas e, assim, ter melhor cuidado com seus colaboradores.

Leia mais
15 set

3 medidas para construir o ambiente de trabalho ideal

O que caracteriza um ambiente profissional ideal para se trabalhar? Como criar um espaço onde os funcionários sintam-se bem para exercer suas funções?

Leia mais
27 out

4 medidas para reduzir acidentes de trabalho nas empresas

País tem índices altos, mas medidas simples podem ajudar a evitar os acidentes em ambientes laborais.

Leia mais