7 jun

Entenda a importância do mapa de risco nas empresas

Você já ouviu falar em mapa de risco? Sabe por que essa é uma ferramenta que contribui para o melhor desempenho dos colaboradores de uma empresa, reduzindo acidentes? Pois esse é o tema deste artigo: explicar o que é essa ferramenta e sua importância nas empresas, seja qual for o setor de atuação e o porte. Vamos lá?

O mapa de risco, como o nome já sugere, é uma representação gráfica dos riscos ocupacionais que estão presentes em um determinado ambiente de trabalho. Do chão de fábrica às salas de reuniões, qualquer espaço laboral pode oferecer diferentes perigos. O mapa de risco, então, mostra onde eles estão localizados, seja na área de produção, na garagem ou nos escritórios de uma organização, a fim de evitar acidentes.

Ocorre que boa parte desses acidentes é causada por condições inadequadas de trabalho. Isso porque muitas circunstâncias podem trazer problemas à saúde dos trabalhadores, da iluminação do ambiente ao mobiliário inadequado, passando pela falta de equipamentos de segurança. Por isso, a elaboração do mapa é obrigatória, bem como sua fixação em local visível. Empresas que não fazem, não realizam ou não afixam os mapas de risco nos ambientes de trabalho podem ser multadas pelo Ministério do Trabalho.

 

Como é feito o mapa de risco?

O mapa de risco é traçado a partir de um esboço ou de uma planta baixa do local. No mapa, cada risco é apresentado em um círculo. Esses círculos têm cores e tamanhos diferentes, que representam a intensidade, o tipo de risco e o que, no ambiente, oferece perigo.

É claro que cada tipo de local terá seu mapa de risco: um hospital, um grande depósito de uma fábrica de pneus e uma loja de tecidos, por exemplo, não oferecem exatamente os mesmos riscos, certo? Portanto, cada estabelecimento elabora o seu mapa de acordo com seu tamanho, a natureza de suas ocupações etc. Uma vez elaborado o mapa de risco, ele deve ser afixado em diferentes locais para que todos os colaboradores o enxerguem.

A NR-5 determina que a responsabilidade de elaborar os mapas de risco é da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) com a ajuda dos trabalhadores expostos aos riscos e do Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho (SESMT). E esse documento pode ser um único para toda a organização ou um para cada setor/área. Vale destacar que o mapa de risco é qualitativo, ou seja, ele não trata de avaliações técnicas, mas sim da segurança em relação aos riscos percebidos e sentidos pelos colaboradores no espaço laboral.

 

A importância ergonômica do mapa de risco

Ao estudar e avaliar as diferentes condições de trabalho, o mapa de risco ajuda a evitar acidentes que poderiam trazer sérios prejuízos ao colaborador e, por extensão, à empresa. E se você pensou apenas em perigos como incêndios, ruído muito alto ou contaminação, lembre-se que há riscos físicos, químicos, biológicos, mecânicos e ergonômicos. Isto é, a má postura, assim como a falta de equipamentos de proteção, também é um risco ocupacional.

Portanto, ao providenciar mobiliário adequado para os colaboradores que trabalham horas à frente de um computador, por exemplo, o gestor está favorecendo sua boa postura e afastando um risco ergonômico. Está prevenindo que ele venha a sofrer com dores nas costas ou até lesões mais sérias que poderiam afastá-lo do trabalho.

Assim, cadeiras adequadas para os diferentes perfis profissionais, apoios para os pés, mouses, suportes para o notebook e outros elementos devem ser considerados na hora de prevenir acidentes e preservar a saúde dos colaboradores.

Confira tudo que a Prolabore tem a oferecer para que você crie o melhor ambiente à sua equipe, com mobiliário mais adequado para que eles evitem os riscos ergonômicos referentes às suas funções.

Author:
Tags: , ,

POSTS RELACIONADOS

1 set

4 dicas para combater a depressão no trabalho

A depressão é considerada uma doença ocupacional e ter uma rotina profissional sobrecarregada podem desencadear o desgaste físico e mental de uma pessoa.

Leia mais
10 mar

4 medidas contra acidentes e doenças no ambiente de trabalho

Doenças de trabalho estão entre as estatísticas de acidentes registrados no Brasil

Leia mais
2 out

A posição correta dos braços, cotovelos e punhos ao usar o computador

A posição de alguns outros membros são tão importantes quanto a postura da coluna, pés e pescoço para evitar lesões.

Leia mais