13 out

Estudo: pés inchados são um problema para 75% dos brasileiros

Uma pesquisa realizada entre março e maio de 2017 pela Pés Sem Dor, uma empresa do setor ortopédico revelou que o inchaço nos pés é um problema para 75% dos brasileiros. Entre os fatores que agravam essa situação estão as longas horas em pé ou sentado e a falta de ergonomia no ambiente de trabalho. Foram entrevistadas para o estudo 2.940 pessoas com entre 20 e 69 anos de idade, dois terços de mulheres e um terço de homens, de todo o País,

Alterações visíveis nas pernas e pés são alguns dos sinais de alertas. Muitas vezes, o inchaço acontece pela quantidade de horas que o profissional passa sentado – sem levantar uma vez a cada duas horas e em má postura – , ou em pé por muito tempo. No entanto, o espaço de trabalho também precisa ser pensado para solucionar esse tipo de problema, com móveis ergonômicos e incentivo a rotinas mais saudáveis.

Boas práticas para eliminar o inchaço nos pés

Os pés inchados são resultados da acumulação anormal de líquidos nos pés e tornozelos. Por isso, normalmente, esse impacto é sentido no final da tarde. E a explicação está na ação da gravidade – ou seja, ninguém está livre do inchaço nos pés.

Pessoas que ficam muito tempo em uma única posição fazem com que a panturrilha não realize a sua função corretamente (de empurrar parte do sangue que está retido nos membros inferiores, por meio da sua contração muscular). Com isso, há maior retenção de líquidos nas pernas e a tendência é que pés e tornozelos fiquem inchados.

Portanto, é importante que qualquer empresa tenha cuidado com essa questão. A prevenção e a conscientização no ambiente de trabalho podem ajudar a evitar os prejuízos com colaboradores descontentes, desmotivados e, por fim, tendo que se afastar do trabalho.

Então, além de oferecer cadeiras para os diferentes perfis de trabalhadores, mesas indicadas para esses biotipos e apoiadores para os pés, que exigem menos esforços para que o profissional se mantenha confortável, é preciso orientar os colaboradores a mudarem de posição e fazerem pausas de pelo menos 5 minutos a cada duas horas. Assim, o sangue acaba circulando melhor, evitando maiores inchaços.

Author:
Tags: ,

POSTS RELACIONADOS

19 jan

5 recomendações para quem trabalha em pé

O desconforto do trabalhador é um risco para a sua saúde e também para a produtividade da empresa.

Leia mais
5 jan

3 dicas para passar as férias sem dores no corpo

Para realmente aproveitar o tempo de pausa da jornada de trabalho e das obrigações diárias, é preciso buscar ao longo do ano manter a saúde do seu corpo.

Leia mais
20 out

Ergonomia auxilia na prevenção da lombalgia

Estudo revela que dores na lombar e na cabeça estão entre as principais dores crônicas no Brasil.

Leia mais
Chame no Whatsapp