8 jun

5 riscos ergonômicos a evitar na sua empresa

Você sabe o que significa a expressão “riscos ergonômicos”? Ela se refere a quaisquer circunstâncias do exercício profissional que, por causas físicas ou psicológicas, trazem desconforto ao trabalhador. É um conceito amplo e, por isso, nem sempre um risco ergonômico é de fácil identificação.

Por isso existe a Análise Ergonômica do Trabalho – AET. Trata-se de um documento – assinado por profissionais com conhecimento de ergonomia, como fisioterapeutas e médicos do trabalho – que avalia se equipamentos e postos de trabalho de uma organização oferecem ou não boas condições para os funcionários.

Podemos elencar na definição de risco ergonômico desde a jornada realizada em posições inadequadas até as situações com alto nível de estresse mental, como carga horária excessiva ou atividades monótonas e repetitivas. Ou seja, se há chances de o colaborador passar por incômodos e ter prejuízo físico ou mental, há risco ergonômico.

 

Riscos comuns em empresas

Os riscos ergonômicos variam, é claro, de acordo com as características de cada atividade e ambiente laboral. Confira a seguir cinco riscos ergonômicos comuns.

1 Ritmo excessivo de trabalho

Funcionários com diversas atribuições e tarefas a cumprir, com prazos curtos e altas exigências de produtividade e desempenho, estão sujeitos a estresse psicológico e cansaço extremo, ou seja, correm o risco de ter prejuízos físicos e mentais.

2 Jornadas prolongadas

Do mesmo modo, longas horas de trabalho sem pausas ou folgas, quando o funcionário precisa ultrapassar a carga horária previamente combinada, exigindo dele esforço mental ou físico exagerado, pode levar à fadiga, lesões, estresse e surgimento de vários distúrbios.

3 Iluminação incorreta

Níveis inadequados – isto é, em excesso ou insuficientes – de luz podem causar incômodos. A iluminação adequada deve ser difusa e bem distribuída, para não causar problemas de saúde seja pelo excesso de exposição aos raios UV ou pela falta de luz, que causa a ‘vista cansada’.

4 Postura inadequada

Longas horas sentado ou em pé, em posições cansativas e incorretas e móveis inadequados podem ter diversas consequências na saúde do colaborador, inclusive ocasionando seu afastamento do trabalho (a dor nas costas, por exemplo, é um dos principais fatores de ausência laboral).

5 Manuseio de cargas pesadas

É uma atividade que oferece risco ao ser exercida de maneira incorreta, pois pode levar a lesões no sistema musculoesquelético. Podem surgir dores na coluna, ombros, braços e pulsos e, se o levantamento frequente de cargas for realizado de maneira inadequada, pode causar LER e DORT. Você percebe, então, que os riscos ergonômicos podem afetar negativamente a saúde dos colaboradores, trazendo prejuízos ao seu desempenho e isso acaba prejudicando a empresa como um todo.

O que você também deve saber é que a prevenção de riscos ergonômicos é uma exigência da lei trabalhista brasileira, e existe uma norma reguladora específica para a ergonomia: é a NR17. Se não a conhece, vale o estudo. Ali estão definidas as regras a serem seguidas para que os ambientes laborais sejam saudáveis e permitam a realização das tarefas sem que os colaboradores estejam sujeitos a riscos desnecessários.

 

Aposte na ergonomia

Para evitar estes riscos na sua empresa, invista na ergonomia para adaptar as condições de trabalho às características dos colaboradores.

Ao pensar nos ambientes de trabalho, preste atenção para que a iluminação seja a mais adequada – nem excessiva, nem escassa. Considere ainda o uso de mobiliário ergonômico – como cadeiras e poltronas que sejam reguláveis e adequadas às funções que seus usuários vão desempenhar, mesas com alturas compatíveis, apoios para braços e pés, por exemplo – para garantir aos seus colaboradores o máximo de conforto e segurança para que eles realizem suas tarefas sem incorrer em maiores riscos.

Entre em contato com a Prolabore e conheça tudo sobre os nossos produtos, desenvolvidos especialmente para atender às necessidades dos seus colaboradores. Acompanhe nosso blog para encontrar ainda mais informações relevantes sobre ergonomia e como ter um ambiente de trabalho sempre saudável.

Author:
Tags: , ,

POSTS RELACIONADOS

17 nov

Atenção aos riscos de trabalho no escritório

Ainda que não apresente os mesmos perigos do chão de fábrica, o escritório pode, sim, prejudicar a saúde do trabalhador.

Leia mais
26 jan

Cadeira de escritório: como escolher o modelo ideal

Um dos móveis mais importantes em um ambiente de trabalho são as cadeiras. Por isso, é preciso encontrar o modelo ideal para compor o escritório.

Leia mais
15 dez

Conheça e entenda os diferentes tipos de ergonomia

Aprenda sobre ergonomia de Correção, Concepção, Conscientização e Participativa.

Leia mais
Chame no Whatsapp