22 set

Por que me preocupar com a iluminação do ambiente de trabalho?

Um dos fatores básicos, que muitas vezes acabam não sendo preocupação para o gestor de uma empresa, é a iluminação do ambiente profissional. Dentre as muitas questões que envolvem o bem-estar dos funcionários, essa é uma que não pode ser desconsiderada, até mesmo porque está prevista na Norma Regulamentadora das Leis Trabalhistas:

NR-17 – Item 17.5.3 – Em todos os locais de trabalho deve haver iluminação adequada, natural ou artificial, geral ou suplementar, apropriada à natureza da atividade.

Essa regra foi elaborada a fim de criar as condições visuais confortáveis para os profissionais. Resumidamente, a iluminação de uma empresa deve ser instalada corretamente, de modo a proporcionar luz suficiente para a execução segura e confortável das tarefas diárias. Para não errar e arcar com consequências posteriores, essa questão deve receber atenção já na construção do ambiente. Busque ajuda de engenheiros e especialistas no assunto para planejar corretamente como deve ser iluminado cada canto de trabalho.

Mas, quais são os prejuízos que um planejamento falho na iluminação pode causar? Más condições de luminosidade podem ser complemente prejudiciais à saúde dos colaboradores, causando dores de cabeça, fadiga ocular e até mesmo dores no corpo, devido à postura incorreta em lugares mal iluminados. O objetivo da norma regulamentadora busca respeitar os requisitos de segurança e saúde para assegurar um desempenho eficiente do trabalho. Na hora de projetar a forma como o ambiente será iluminado, tenha atenção quanto às mínimas possibilidades, pois, conforme o seguinte item da Norma:

NR-17 – Item 17.5.3.2 – A iluminação geral ou suplementar deve ser projetada e instalada de forma a evitar ofuscamento, reflexos incômodos, sombras e contrastes excessivos.

Em outras palavras, as áreas dentro de um escritório podem precisar de mais ou menos luz, dependendo do quanto e como são usadas. Espaço, por exemplo, onde os funcionários trabalhem em frente ao computador, não necessitam de uma iluminação tão forte, pois esses já contam com o brilho da tela do monitor. Nessa situação, tenha cuidado também para não posicionar os computadores em locais com muita luminosidade natural, pois isso pode prejudicar a visibilidade da tela.

Por outro lado, funções que exigem atividades como a leitura necessitam de uma iluminação reforçada, para que o trabalhador não precise forçar tanto a vista. Essa luz deverá ainda ser bem direcionada e livre de brilhos que possam ser incômodos. Portanto, tenha cuidado ao projetar a questão da luminosidade, pois isso pode ser prejudicial à saúde de sua equipe de trabalho.

Para montar um planejamento ideal do ambiente de trabalho, conheça as soluções desenvolvidas pela Prolabore!

Author:
Tags: , ,

POSTS RELACIONADOS

6 out

10 dicas de ergonomia para quem trabalha com computador

São procedimento e hábitos simples, mas que podem fazer a diferença na prevenção de uma série de lesões.

Leia mais
17 nov

Atenção aos riscos de trabalho no escritório

Ainda que não apresente os mesmos perigos do chão de fábrica, o escritório pode, sim, prejudicar a saúde do trabalhador.

Leia mais
15 dez

Conheça e entenda os diferentes tipos de ergonomia

Aprenda sobre ergonomia de Correção, Concepção, Conscientização e Participativa.

Leia mais
Chame no Whatsapp