25 Maio

O que é Análise Ergonômica do Trabalho (AET)?

A saúde dos profissionais de qualquer empresa precisa estar sempre em primeiro lugar. Organizações que se preocupam com a qualidade de vida dos seus colaboradores tendem a alcançar resultados ainda mais positivos. Afinal, quando se tem profissionais satisfeitos e confortáveis durante o expediente, é possível ganhar em produtividade e diminuir o risco de afastamento por doenças ocupacionais.

Nesse cenário, aqueles que estão preocupados em avaliar a real situação dos postos de trabalho e a rotina laboral dos colaboradores, verificando possíveis causas para problemas organizacionais, estão à frente. Isso porque, somente dessa forma, é possível ser proativo e prever ações com o objetivo de corrigir falhas no espaço de trabalho. Mas como fazer isso da forma correta? Conheça tudo sobre a Análise Ergonômica do Trabalho (AET) e entenda.

 

O que é a Análise Ergonômica do Trabalho?

A Análise Ergonômica do Trabalho é determinada pela Norma Regulamentadora 17, a NR-17, a partir da seguinte especificação: “Para avaliar
a adaptação das condições de trabalho às características psicofisiológicas dos trabalhadores, cabe ao empregador realizar a análise ergonômica do trabalho, devendo a mesma abordar, no mínimo, as condições de trabalho, conforme estabelecido nesta Norma Regulamentadora”.

Portanto, a AET pode ser definida como uma tarefa que leva os gestores de uma organização a controlar, ou seja, rastrear, observar e avaliar as tarefas desempenhadas pelos profissionais da empresa, assim como verificar de que modo é feito o uso dos utensílios por todo profissional em seu local de trabalho.

 

O que deve estar descrito na análise?

  • As avaliações devem incluir aspectos relacionados:
  • ao transporte e descarga de materiais;
  • ao mobiliário, equipamentos e máquinas;
  • às condições ambientais do posto de trabalho
  • à organização do trabalho.

Além disso, na análise ergonômica deve constar:

  • um estudo detalhado, com análise dos processos utilizados na execução das atividades;
  • a avaliação do mobiliário e equipamentos utilizados pelos colaboradores;
  • aferição e análise das condições ambientais dos locais de trabalho;
  • implantação de medidas de controle e avaliação de sua eficácia após implantadas;
  • sugestões de treinamento para melhoria.

 

Objetivo da Análise Ergonômica de Trabalho

A partir disso, é possível conhecer os riscos existentes no uso de equipamentos, máquinas e objetos e também no momento de realização das
atividades, prestando atenção, principalmente, na forma como elas são executadas. Além disso, é preciso avaliar o ambiente de trabalho como um todo, percebendo os níveis de ruídos, luminosidade e temperatura, até porque esses fatores podem prejudicar a saúde do colaborador.

 

Vantagens da Análise Ergonômica do Trabalho

Além de garantir que os profissionais contratados permaneçam mais tempo na empresa, ao realizar a Análise Ergonômica do Trabalho é possível reduzir custos e aumentar a produtividade da companhia. Confira, a seguir, outras vantagens da Análise Ergonômica do Trabalho:

  • eleva o Retorno Sobre Investimento (ROI) feito em cada contratação;
  • identifica as atividades, equipamentos e mobiliários que mais causam riscos aos trabalhadores;
  • evita afastamentos, ausência por problemas de saúde, doenças laborais, pedidos de demissão e desmotivação profissional;
  • aumenta a satisfação interna e os padrões de qualidade e de segurança do trabalho;
  • melhora o ambiente de trabalho e as funções realizadas.

Gostou do artigo? Então continue acompanhando nosso blog para ter sempre mais informações relevantes sobre o universo ergonômico.

Author:
Tags: , ,

POSTS RELACIONADOS

18 Maio

Já ouviu falar em perícia trabalhista? Saiba mais sobre o assunto

As doenças ocupacionais estão entre os diferentes casos tratados pela perícia trabalhista. Prepare a sua empresa para oferecer um ambiente de trabalho saudável.

Leia mais
9 mar

Três tipos de desvios na coluna e como se prevenir

Durante a rotina de trabalho, os problemas na coluna podem ser acentuados quando não se investe em ergonomia.

Leia mais
27 abr

Tudo que você precisa saber sobre a Norma Regulamentadora NR 17

Entenda o que é a NR 17, confira o que alguns artigos da norma dizem e saiba por que ela é tão importante para o bom funcionamento de uma empresa.

Leia mais