21 jul

Pequenas pausas durante o expediente aumentam o foco

É comum que um funcionário com uma jornada de 8 a 10 horas diárias não consiga manter o mesmo foco durante todo o tempo. Isso se aplica principalmente quando falamos dos trabalhadores que executam suas tarefas na frente do computador, pois passar quase metade do dia olhando para um mesmo ponto pode ser muito prejudicial para nossa visão. Geralmente, ao longo do turno de trabalho, o cansaço contribui para uma queda de rendimento natural.

Como fazer então para que a produtividade individual seja distribuída durante toda a carga horária? A solução é bem simples: fazer pausas regulares ao longo expediente! Reservar um pequeno tempo para espairecer, oxigenar as ideias e descansar a vista pode ser uma tática renovadora para seguir trabalhando no mesmo ritmo e fugindo da exaustão. Assim como nosso corpo precisa dormir para se recuperar, ele também necessita de um pequeno descanso quando está em um ritmo intenso de trabalho.

Uma pesquisa, realizada pela Draugiem Group em 2014, apontou que os trabalhadores mais produtivos dentro de uma empresa são aqueles que conciliam as atividades com pequenos intervalos. Os resultados foram baseados em um experimento realizado dentro de um ambiente profissional: os funcionários que apresentavam o maior rendimento no dia-a-dia faziam pausas de 17 minutos a cada 52 minutos, em vez de trabalhar durante 8 horas de modo ininterrupto.

Fazer intervalos não significa especificamente levantar da cadeira e sair para dar um passeio durante o expediente. Afinal, qualquer atividade que não seja trabalhar ou falar sobre o trabalho pode ser uma fonte de descanso. Conversar com outras pessoas, ler algum livro, jornal ou revista ou até mesmo aproveitar para olhar pela janela por alguns minutos irá aliviar a tensão de alguma forma e fará com que o funcionário dê um “restart” no foco quando retomar suas atividades.

Contar com um ambiente de trabalho confortável, ergonômico e seguro é outro fator que está associado ao bom desempenho individual, pois, assim como a realização de intervalos, é uma questão associada ao bem-estar. Portanto, lembre-se que a produtividade não está necessariamente associada ao fato de trabalhar durante mais horas, mas sim ao de saber equilibrar corretamente a realização das atividades profissionais com períodos de relaxamento para manter a boa saúde do corpo e melhorar a capacidade laboral.

Author:
Tags: ,

POSTS RELACIONADOS

22 dez

Criar ambientes de descontração no escritório também é ergonomia

Fazer pausas no trabalho para a descontração e poder desopilar em um ambiente agradável aumenta a produtividade e a qualidade de vida de uma equipe.

Leia mais
6 abr

Ergonomia e tecnologia: como otimizar o ambiente de trabalho

Além de contar com móveis e utensílios ergonômicos tradicionais, hoje é possível contar com tecnologias que oferecem mais conforto para as rotinas de trabalho.

Leia mais
12 jan

Sentir dores influencia na rotina de trabalho, diz pesquisa

A tensão gerada no ambiente de trabalho pode refletir nos ombros e nas costas, causando dor de cabeça.

Leia mais
Chame no Whatsapp