11 out

Orientações para o posto de trabalho: sentado, em pé e com visor

A primeira definição de ergonomia foi feita em 1857, no auge do movimento industrial europeu, por um cientista polonês, Wojciech Jarstembowsky, que descreveu a ergonomia em seu artigo como a ciência do trabalho: “A ergonomia como uma ciência do trabalho requer que entendamos a atividade humana em termos de esforço, pensamento, relacionamento e dedicação”, disse Jarstembowsky. E desde lá, os postos de trabalho vêm sendo adaptados para funcionar de forma ergonômica, ou seja, para atender tanto as variações psicofisiológicas das pessoas como as diferentes naturezas das atividades de trabalho.

Atualmente, é preciso prestar atenção na composição dos ecossistemas de trabalho que demandam boas condições para aqueles que passam a maior parte do seu tempo sentados, como os profissionais que atuam em escritórios, por exemplo. Da mesma forma, é necessário compor ambientes saudáveis para aqueles que trabalham em pé, como atendentes ou até mesmo estoquistas, no caso do varejo, bem como para aqueles que passam 100% do tempo ligados a uma tela de computador.

Confira os princípios e regras para postos de trabalho ergonômicos:

 

Sentado

Muitas pessoas trabalham sentadas durante o expediente inteiro. E, segundo a Norma Regulamentadora NR 17, em todo trabalho que é executado pelo profissional sentado, o posto deve ser planejado ou adaptado para essa posição. Como? Sendo composto com móveis ergonômicos, que têm altura e características da superfície de trabalho compatíveis com o tipo de atividade, com a distância requerida dos olhos ao campo de trabalho e com a altura do assento ideal, por exemplo. Além disso, para essas atividades, podem ser exigidos suportes para os pés que se adaptem ao comprimento da perna do trabalhador, conforme o item 17.3.4. da NR 17.

Combinados a essas medidas, é preciso ter cuidados com a saúde. Ou seja, passar cinco minutos em pé para cada 30 minutos sentado, manter o tronco, a cabeça e os membros inferiores em uma posição natural, mudar com frequência de posição, manter a postura ereta, assim como regular a altura da cadeira de forma correta para não sofrer com dores no corpo ou até mesmo originar alguma doença ocupacional.

 

Em pé

Existem diversas tarefas em que os trabalhadores passam horas em pé e, nesses casos, também é importante adotar medidas ergonômicas de segurança. Assim como aqueles que trabalham sentados, eles podem sentir dores na coluna e no pescoço, levando a doenças laborais.

Sendo assim, para as atividades manuais que precisam ser feitas em pé, de acordo com a NR 17, é importante que as bancadas, mesas, escrivaninhas e os painéis sejam proporcionais ao biotipo do trabalhador, para que ele tenha condições de manter a boa postura, visualização e operação. Além disso, de acordo com o artigo 17.3.5. da lei, devem ser colocados assentos para descanso em locais em que possam ser utilizados pelos trabalhadores durante as pausas.

 

Com visor

Os profissionais de todos os postos de trabalho devem ser recebidos com o máximo de conforto. Mas, atualmente, tem chamado a atenção os cuidados com aqueles que atuam diariamente em frente às telas de um computador e, muitas vezes, usam o horário de descanso para ocupar-se de outra tela — a do celular. Portanto, é preciso assegurar a boa saúde desses colaboradores e, para isso, algumas medidas ergonômicas devem ser tomadas. Confira, a seguir, quais são elas:

  • Orientar os profissionais que a distância ideal entre o olho e o visor precisa ser de 50 a 70cm; para isso, é importante contar com cadeiras reguláveis.
  • A altura do visor também conta: deve estar à altura dos olhos.
  • O teclado deve estar na altura do cotovelo e de acordo com o alinhamento do corpo.
  • O mouse deve ser colocado o mais próximo possível do teclado e deve estar em cima de mouse pad confortável.
  • A mesa deve proporcionar ao trabalhador condições para que ele mantenha uma boa postura.

Ou seja, é necessário assegurar um correto dimensionamento para qualquer posto de trabalho, independentemente do tipo de tarefa executada pelo trabalhador. Para isso, conheça os móveis e utensílios da Prolabore, eles obedecem aos critérios ergonômicos e, além de garantir uma postura de trabalho confortável, promovem condições ambientais confortáveis e seguras.

 

Author:
Tags: , , ,

POSTS RELACIONADOS

29 jun

3 dicas definitivas para melhorar a ergonomia no local de trabalho

O estudo do ambiente e o investimento na saúde dos colaboradores são peças-chave para o sucesso do seu projeto.

Leia mais
11 nov

Ambiente de trabalho bem planejado diminui preocupações da empresa

A ergonomia pode ajudar muito para evitar pequenos problemas na rotina dos trabalhadores

Leia mais
3 mar

Atenção à saúde reduz as faltas no trabalho

Pesquisa mostra que ações de segurança e ergonomia ajudam nas faltas

Leia mais