17 30 jun

3 dores causadas pela falta de ergonomia no trabalho – e como resolvê-las

A mobília de um escritório faz toda a diferença na produtividade e no bem-estar dos profissionais. Afinal, a jornada de trabalho muitas vezes se equipara ao período de tempo que cada indivíduo passa na sua própria casa – e é essencial que, além de confortáveis, os trabalhadores também estejam protegidos das doenças ocupacionais.

Os valores ergonômicos são fundamentais neste trabalho – e você pode encontrá-los aqui no blog, ou no manual de aplicação da norma reguladora nº17, o NR17. Confira abaixo algumas dicas para amenizar os principais desconfortos encontrados nos ambientes de trabalho não-ergonômicos.

Dores nas costas

Podem variar de um desconforto muscular a um problema mais sério, na coluna vertebral. Trata-se de uma das queixas mais comuns entre os trabalhadores, fruto do sedentarismo, levantamento de pesos excessivos e má postura.

Para se prevenir deste mal, é fundamental que se invista em cadeiras ergonômicas, adequadas e reguláveis, para cada profissional. Além disso, exercícios leves, como alongamentos, precisam ser feitos em intervalos durante a jornada de trabalho – preferencialmente a cada uma ou duas horas.

Bursite de cotovelo

A bursite de cotovelo acontece por meio da pressão longa e constante desta parte do corpo em uma superfície dura, como as mesas de um escritório. Pode ser o estopim de problemas mais sérios, como a gota e a artrite reumatóide.

Como prevenção, você deve investir em mesas com a altura adequada, além de cadeiras ergonômicas com descanso para os braços. Além disso, o trabalhador deve manter a distância adequada entre o corpo e a mesa de trabalho, evitando a pressão e, ainda, problemas relacionados à visão em função dos monitores dos computadores.

DORTs

Os distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho, ou DORTs, são adquiridos por meio da repetição de movimentos em alta frequência e posição incorreta. Este termo, muitas vezes confundido com as LERs, foi esclarecido aqui no blog.

As DORTs podem causar diversas lesões como, por exemplo, nos tendões, músculos e ligamentos dos membros inferiores e superiores. Devido à alta carga de dor envolvida nesta doença ocupacional, o trabalhador é, muitas vezes, afastado de suas funções.

Estes distúrbios só podem ser evitados por meio da ergonomia aplicada à mobília, rotina e comportamento de cada funcionário e do seu escritório como um todo. Portanto, valorize os seus profissionais e aposte na ergonomia como uma parceira na ampliação da satisfação no ambiente de trabalho e no bem-estar do seu quadro de funcionários. Móveis adequados e com apoios para as partes do corpo que precisam são sem dúvida o melhor investimento em prevenção e saúde.

Author:
Tags: ,

POSTS RELACIONADOS

6 out

10 dicas de ergonomia para quem trabalha com computador

São procedimento e hábitos simples, mas que podem fazer a diferença na prevenção de uma série de lesões.

Leia mais
27 out

4 medidas para reduzir acidentes de trabalho nas empresas

País tem índices altos, mas medidas simples podem ajudar a evitar os acidentes em ambientes laborais.

Leia mais
17 nov

Atenção aos riscos de trabalho no escritório

Ainda que não apresente os mesmos perigos do chão de fábrica, o escritório pode, sim, prejudicar a saúde do trabalhador.

Leia mais
Chame no Whatsapp