24 15 fev

Investindo em saúde corporativa: cadeiras ergonômicas e seus impactos no bem-estar dos colaboradores

Em meio a um cenário dinâmico, o ambiente corporativo revela desafios importantes. Afinal, é nele que os colaboradores dedicam grande parte de seu dia a tarefas profissionais. Com isso, a saúde e o bem-estar tornam-se ativos essenciais dentro das empresas. É nesse sentido que investir na saúde corporativa ajuda a promover um ambiente mais propício à produtividade, demonstrando também um compromisso com o capital humano. Logo, a escolha cuidadosa de móveis, como cadeiras ergonômicas, revela-se uma estratégia fundamental para otimizar o conforto e a eficiência no trabalho. 

Por que é inteligente investir em cadeiras ergonômicas?

As cadeiras ergonômicas transcendem a função de meros móveis de escritório. Elas representam  verdadeiros investimentos estratégicos na produtividade e satisfação dos colaboradores. Além de conforto imediato, essas cadeiras proporcionam suporte anatômico que reduz significativamente dores e desconfortos associados a longas horas de trabalho. Na prática, esse cuidado impulsiona o bem-estar dos funcionários e, ainda, ajuda a prevenir lesões musculoesqueléticas. Ou seja, as cadeiras ergonômicas são aliadas na redução do absenteísmo decorrente de problemas de saúde relacionados ao trabalho.

Adicionalmente, as empresas que investem em móveis ergonômicos demonstram-se comprometidas com a saúde física e mental de seus colaboradores. E isso é essencial para gestores que buscam cultivar um ambiente de trabalho que valoriza o capital humano. A prevenção de afastamentos prolongados devido a condições de saúde relacionadas ao trabalho contribui para a continuidade operacional, além de impactar positivamente a atmosfera corporativa. Como resultado, isso promove uma cultura organizacional que coloca o bem-estar no centro de suas prioridades. 

Tipos de cadeiras para o trabalho

Existem diversos modelos de cadeiras ergonômicas e cada um deles foi projetado para atender necessidades específicas. Por exemplo, cadeiras com ajustes de altura, encosto lombar e assento acolchoado são opções populares e ajudam a promover conforto individualizado. 

Além disso, é possível escolher cadeiras próprias para cada função, como as cadeiras ergonômicas para costureiras ou cadeiras para caixa (cadeiras ergonômicas para bancadas e operadores de caixa. Porém, um dos modelos mais conhecidos é a cadeira diretor. Esse produto possui profundidade do assento e outros atributos que garantem uma rotina de trabalho mais confortável e produtiva nos escritórios.

Como escolher a melhor cadeira ergonômica?

O primeiro passo para escolher a cadeira ergonômica é verificar se ela atende à norma NR17. Essa é uma regulamentação criada pelo Ministério do Trabalho, que visa padronizar as condições ideais de trabalho, incluindo aspectos físicos e psicológicos. Com isso, os móveis corporativos ideais são aqueles que respeitam as especificações desta norma, visando o conforto a partir de uma postura adequada. 

Além disso, é importante verificar outros aspectos durante a escolha. Em especial, veja se a cadeira possui encosto com regulagem de altura e ajuste para a região lombar. Os mesmos cuidados valem para o assento, que idealmente possui regulagem por altura multiponto. Ainda, ele deve ter pistão a gás (um sistema de ajuste de altura do assento mais prático, preciso e confortável) ou mecânico e amortecedor. O ângulo entre as pernas deve ser de 90 graus, mantendo os pés do colaborador totalmente apoiados no chão, neste caso, se necessário, recomenda-se utilizar um descanso de pés. Lembrando que a regulagem também é importante para os braços, portanto, dê preferência para cadeiras com apoios de braços. Já as cadeiras com rodinhas precisam ter giro de 360 graus, com rodinhas adaptáveis a diferentes tipos de piso.

Como os móveis ergonômicos influenciam na satisfação dos colaboradores?

Sabemos que a satisfação no trabalho se relaciona com o desempenho e a retenção de talentos nas organizações. Desse modo, as cadeiras ergonômicas desempenham um papel importante. Afinal, esses móveis corporativos auxiliam na postura, além de reduzir a fadiga associada a longas horas de trabalho. Ou seja, são ferramentas essenciais quando o objetivo é proporcionar um ambiente mais acolhedor e produtivo.

Além disso, a influência positiva das cadeiras ergonômicas vai além da mera comodidade física. Ao promoverem uma postura correta e reduzirem a fadiga, elas contribuem para o aumento da concentração e eficiência no desempenho das tarefas diárias. Na prática, observa-se que os colaboradores que se sentem confortáveis experimentam um aumento significativo na motivação e no engajamento, refletindo diretamente na qualidade do trabalho realizado.

Invista em saúde e bem-estar, invista em cadeiras ergonômicas

Ao longo desse artigo, você compreendeu que investir em cadeiras ergonômicas é mais do que uma questão de comodidade. Afinal, estamos falando de um passo significativo para a promoção da saúde corporativa e aumento da satisfação no ambiente de trabalho. Dessa forma, proporcionar aos colaboradores o suporte necessário impulsiona a produtividade e demonstra um compromisso com o bem-estar da equipe. 

Conheça a linha Prolabore de cadeiras ergonômicas e transforme sua empresa com móveis que promovem o bem-estar no ambiente corporativo. 

Author:
Tags: , , , ,

POSTS RELACIONADOS

8 mar

6 dicas ergonômicas para melhorar seu ambiente de trabalho

Confira práticas contribuir para construção de bons resultados profissionais

Leia mais
5 out

Conforto, segurança e eficiência: a tríade básica da ergonomia

Com ergonomia, os colaboradores se sentem mais dispostos, seguros e confiantes para realizar as tarefas e a empresa ganha em qualidade e eficiência.

Leia mais
Chame no Whatsapp